MIX BRASIL 728X90 01
CAPA CRHYSTI MASTER FULL 01
PET DB CAPA FULL 01
LINAMEG COMPLETA
Good Pax capa 01

Em Cess√£o de Tempo de Wilker, profissionais da sa√ļde, sindicatos e demais categorias v√£o à Aleam para cobrar do Governo o pagamento de sal√°rios atrasados e direitos trabalhistas

Por Comunica Amazonas em 02/06/2022 às 20:43:10

Cerca de 60 profissionais da saúde que atuam na rede pública estadual e representantes de sindicatos ligados à classe ocuparam nesta quinta-feira, 2, a galeria da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) para reivindicar o pagamento de direitos trabalhistas e a regulariza√ß√£o de sal√°rios atrasados que n√£o vem sendo cumpridos pelo Governo, além de outras problem√°ticas. A cobran√ßa das categorias ocorreu durante Cess√£o de Tempo na Casa Legislativa, concedida pelo deputado estadual Wilker Barreto (Cidadania).

O parlamentar abriu espa√ßo aos trabalhadores que atuam nas unidades de saúde do Estado e entidades como o Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Amazonas (Sateam). Na tribuna, a representante do Sindicato e técnica de enfermagem do HPS Jo√£o Lúcio, Silvia Cl√°udia, pediu maior valoriza√ß√£o por parte do Governo por meio da corre√ß√£o do sal√°rio dos profissionais de nível médio, atualmente com valor abaixo do sal√°rio mínimo.

A reivindica√ß√£o gira em torno do aumento dos R$ 100 no valor do vale-alimenta√ß√£o aos servidores, prometido pelo governador para o vencimento de maio/2022, porém n√£o cumprido. Pagamento de 9,06% de recomposi√ß√£o de perdas salariais remanescentes, pagamento de 11% referente a data-base de 2022, implementa√ß√£o de medidas compensatórias. Emocionada, Sílvia lamentou a falta de sensibilidade à profiss√£o.

"Quando a gente vem aqui, é porque n√£o estamos aguentando mais, estamos cheios de dívidas e n√£o estamos dando conta de sustentar as nossas famílias com sal√°rio de R$ 904. Precisamos ser tratados com seriedade, respeito, cuidar de vidas n√£o é brincadeira", afirmou a técnica.

Para Wilker, a falta de solu√ß√Ķes do Governo diante das problem√°ticas da rede pública comprova o descaso do Executivo com os profissionais da saúde.

"Infelizmente, a saúde literalmente n√£o é prioridade para este governo. Como é que um governador gasta milh√Ķes com despesas supérfluas, mas n√£o paga R$ 100 de auxilio alimenta√ß√£o, os RDAs n√£o recebem o ticket alimenta√ß√£o nem risco de vida, e os técnicos terceirizados que est√£o com tr√™s meses de sal√°rios atrasados. Se eles (os trabalhadores da saúde) est√£o aqui, é porque o di√°logo n√£o existe", ponderou o deputado, cobrando solu√ß√Ķes do Executivo estadual acerca do recorrente atraso salarial na saúde, como é o caso dos enfermeiros plantonistas da FCecon (2 meses sem receber/ empresa Queiroz), os enfermeiros intensivistas do IETI (3 meses sem receber / o Instituto possui faturas aptas para pagamento junto à Sefaz), os terceirizados dos servi√ßos gerais do Francisca Mendes (4 meses sem receber / empresa Proservice) e os técnicos em radiologia do Jo√£o Lúcio e Jo√£ozinho (3 meses sem receber / empresa Diagmax).


Jornalista respons√°vel: Nath√°lia Silveira

Texto: Dayson Valente

Fonte: Aleam

Comunicar erro
Capa 2 Couminca Am horizontal FULL
Banner 02 Pet DB

Coment√°rios

Capa 3 Couminca Am horizontal FULL
Banner 02 Good PAX