MIX BRASIL 728X90 01
CAPA CRHYSTI MASTER FULL 01
PET DB CAPA FULL 01
LINAMEG COMPLETA
Good Pax capa 01
Olhar Especial 01 728
CEP 3

Em um mês de temporada, PM registra redução de 91,6% em roubos no Litoral

Por Portal Comunica AM em 20/01/2022 às 15:29:23
PM completa um mês de Verão Paraná com redução de 91,6% nos roubos e mais de 34 mil pulseirinhas de identificação entregues, no Litoral. Foto: PMPR

Os sete municípios do Litoral do Paraná recebem um policiamento diferenciado da Polícia Militar nos primeiros dias do Verão Paraná – Viva a Vida 2021/2022. No primeiro mês, a atuação da Corporação derrubou os índices de criminalidade, principalmente os roubos, que caíram 91,6% no comparativo com o mesmo período da temporada anterior (de 486 para 41).

Também foram ampliadas as ações contra o tráfico de drogas, como a apreensão de mais de 30 quilos de pasta base de cocaína e 700 compridos de ecstasy em Guaratuba, na última semana. Ao todo, a PM encaminhou 458 adultos e 17 adolescentes desde o início do Verão Paraná até domingo (16). 

O subcomandante-geral da PM, coronel Rui Noé Barroso Torres, explica que o planejamento  previu o reforço de policiamento em todas as cidades do Litoral, o que reflete nos resultados. “Além do efetivo fixo que já atua na região, temos aplicado equipes de unidades especializadas em missões nas áreas do trânsito urbano e rodoviário, patrulhamento tático, fiscalização ambiental e de operações aéreas, justamente por conta do aumento de veranistas. Estudamos os dias e horários para fazer a aplicação de policiamento”, destaca.

O comandante do 1º Comando Regional da PM, coronel Renato de Oliveira Ribas Filho, reitera que o diferencial da PM para esta temporada foi o planejamento prévio, com utilização mais consistente de policiamento motorizado com viaturas e motos, e a presença das equipes hipomóveis e de ciclopatrulhamento nas orlas para reforçar o trabalho preventivo. 

Mesmo com a maior movimentação de veranistas nas praias após o fim das medidas restritivas, a PM conseguiu manter a ordem e a segurança públicas e coibir a criminalidade. “A PM tem atuado de forma ostensiva, aumentado a presença através de barreiras, bases na orla e com prisões de pessoas que possuíam mandados de prisão em aberto. Estamos fazendo diversas operações para combater o tráfico e coibir as ações de criminosos e, assim, temos conseguido a diminuição significativa do número de roubos, se comparado a outros anos”, destacou. 

REDUÇÕES – Em relação à violência doméstica, a queda foi de 78,2% (de 449 para 98), segundo o balanço. Houve reduções, ainda, nas ocorrências de tráfico de drogas (de 75 para 59, 21,3%) e uso flagrante de drogas (de 449 para 98, 78,2%). 

Graças ao trabalho preventivo 18 armas de fogo foram retiradas de circulação no período analisado, mesmo quantitativo da temporada anterior. Com essas apreensões, a PM preveniu diversos crimes como roubos, ameaças, lesão corporal, e evitou homicídios que poderiam ser praticados com esse armamento.

PULSEIRINHAS – A PM considera que a prevenção é o maior resultado deste primeiro mês. Isso porque em paralelo às ações de repressão de crimes, a corporação também desenvolveu estratégias para oferecer orientações às pessoas e entregar a pulseirinha de identificação. Mais de 35 mil pulseiras foram entregues para crianças. Também foram realizadas 55.923 orientações sobre diversos assuntos. Os dois quantitativos são maiores que os registrados no mesmo período do ano anterior (16.459 pulseiras e 34.682 orientações).

Ao longo dos primeiros 30 dias, a PM desenvolveu atividades de polícia comunitária, atuando na conscientização das pessoas por meio da educação. Um desses trabalhos é desenvolvido pelo cabo Leandro Marcondes Teixeira e a soldado Camila Boschini Ferreira. Eles trabalham em um módulo móvel em Caiobá, em Matinhos, e interagem com as crianças no momento da entrega de pulseirinhas de identificação. Com balões, doces e um adesivo com a frase "Sou amigo da Polícia Militar", a equipe demonstra às crianças que elas podem ter a PM como amiga para toda a vida.

PERTURBAÇÃO DO SOSSEGO  O balanço aponta que apesar do aumento na quantidade de ocorrências de perturbação do sossego (de 156 para 490), o número de Termos Circunstanciados lavrados por este tipo de contravenção, quando há encaminhamento do infrator, caiu 56,3% (de 71 para 31).

O coronel Ribas explica que essa mudança se deve ao trabalho de orientação dos policiais militares junto à população. “Os casos de perturbação de sossego, que são comuns nessa época do ano pelo abuso de som alto e de festas, aumentaram, mas a PM tem dado a resposta imediata, resolvido mais no local, e encaminhado apenas aqueles que insistem no excesso”, disse o coronel Ribas.

Fonte: Banda B

Tags:   Paraná
Comunicar erro
Capa 2 Couminca Am horizontal FULL
Banner 02 Pet DB

Comentários

Capa 3 Couminca Am horizontal FULL
Banner 02 Good PAX
CEP 4
ATTOS 4