MIX BRASIL 728X90 01
CAPA CRHYSTI MASTER FULL 01
PET DB CAPA FULL 01
LINAMEG COMPLETA
Good Pax capa 01
Central Gospel Livro Banner Principal
BACURI 728X90 01

Anvisa autoriza análise da eficácia de dose de reforço da AstraZeneca

Por Comunica AM em 19/07/2021 às 14:05:50

A Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) autorizou, nesta segunda-feira (19), a realiza√ß√£o de estudo cl√≠nico para avaliar a seguran√ßa, a efic√°cia e a imunogenicidade da aplica√ß√£o de terceira dose da vacina contra covid-19 da AstraZeneca.

Segundo a Anvisa, o estudo inicial ser√° feito em participantes que j√° receberam as duas doses do imunizante, com um intervalo de quatro semanas entre as aplica√ß√Ķes. A dose de refor√ßo ser√° aplicada de 11 a 13 meses após a segunda dose.

A Anvisa explica que trata-se de um estudo de fase três, em que o voluntário não saberá o que tomou: se uma dose da vacina ou de placebo.

Volunt√°rios

"Ser√£o inclu√≠dos volunt√°rios com idade entre 18 e 55 anos, que estejam altamente expostos à infec√ß√£o com o novo coronav√≠rus, como profissionais de sa√ļde. N√£o ser√£o inclu√≠das gestantes ou pessoas com comorbidades", explica a ag√™ncia, em nota.

Segundo informou a Anvisa, o estudo, patrocinado pela AstraZeneca, ser√° realizado somente no Brasil, nos estados da Bahia (1,5 mil volunt√°rios), Rio de Janeiro (1,5 mil), Rio Grande do Sul (3 mil), Rio Grande do Norte (1,5 mil) e S√£o Paulo (2,5 mil).

Após a quebra do "cegamento da pesquisa", quando os volunt√°rios ficam sabendo se receberam a vacina ou o placebo, todos os participantes do grupo placebo ser√£o convidados a tomar a dose de refor√ßo.

Proxalutamida

Nesta segunda-feira, também foi autorizada a realiza√ß√£o de um estudo cl√≠nico para avaliar a seguran√ßa e a efic√°cia do medicamento proxalutamida na redu√ß√£o da infec√ß√£o viral causada pelo novo coronav√≠rus e no processo inflamatório provocado pela covid-19.

O estudo é de fase tr√™s e avaliar√° a efic√°cia e a seguran√ßa da subst√Ęncia em participantes ambulatoriais do sexo masculino com covid-19 de leve a moderada.

O estudo é patrocinado pela empresa Suzhou Kintor Pharmaceuticals, sediada na China, e ser√° realizado na Alemanha, Argentina, África do Sul, Ucr√Ęnia, México, Estados Unidos e Brasil, onde participar√£o 12 volunt√°rios do estado de Roraima e 38, de S√£o Paulo.

Nesse domingo (18), o presidente Jair Bolsonaro disse que pediria estudos sobre o uso do medicamento no Brasil.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
Capa 2 Couminca Am horizontal FULL
Banner 02 Pet DB

Coment√°rios

Capa 3 Couminca Am horizontal FULL
Banner 02 Good PAX