Linameg 01
CAPA CRHYSTI MASTER FULL 01
PET DB CAPA FULL 01
LINAMEG COMPLETA

Joelson Silva cobra medidas urgentes contra preços abusivos na área da construção civil.

Por Comunica AM em 15/09/2020 às 15:40:18

O aumento nos valores de insumos como tijolo, cimento, tinta e de outros produtos essenciais na √°rea da constru√ß√£o civil, levou o presidente da C√Ęmara Municipal de Manaus (CMM), Joelson Silva (Patriota), a cobrar medidas urgentes contra os pre√ßos abusivos registrados no setor. O parlamentar utilizou a tribuna, nesta ter√ßa-feira (15), para retomar o debate acerca do assunto e destacar um problema que, além de afetar diretamente a iniciativa privada, tem provocado uma onda de desemprego na capital amazonense.

Em respeito aos trabalhadores, consumidores e lojistas, Joelson Silva ressaltou a necessidade da cria√ß√£o de políticas que possibilitem o reaquecimento da economia e que forne√ßam condi√ß√Ķes b√°sicas para que essas pessoas possam sobreviver à crise.

"É preciso investir mais e rever o pre√ßo abusivo dos insumos, para que os grandes projetos saiam do papel e seja possível a cria√ß√£o de novos empregos diretos e indiretos na constru√ß√£o civil. Estamos tratando de um dos setores que mais gera recursos e faz a economia girar e crescer dentro da nossa cidade, do nosso estado", destaca o vereador.

Como exemplo de que a retomada é possível, Joelson Silva citou o esfor√ßo que a Prefeitura de Manaus tem feito para manter as obras em dia por toda a cidade, em pleno período do pós-pandemia.

"Quero deixar aqui o meu reconhecimento ao trabalho da prefeitura. Estou vendo obras em todos os lugares, ela n√£o parou. Mas, me preocupo com a iniciativa privada, pois as pessoas se programam para que possam investir, mas esbarram nesses pre√ßos absurdos dos produtos. Precisamos verificar o que pode ser feito, pois a situa√ß√£o é muito preocupante", avaliou.

Valores

Atualmente, os valores cobrados nos estabelecimentos comerciais e que t√™m inviabilizado a realiza√ß√£o de obras chegam a assustar. O milheiro do tijolo, por exemplo, que h√° pouco tempo custava entre R$ 400 e R$ 500, chega a ser vendido por mais de mil reais. J√° a saca de cimento chega a ser vendida por até R$ 31.

Intervenção

A discuss√£o encabe√ßada por Joelson Silva recebeu a contribui√ß√£o de outros 11 vereadores e, dentro do debate, também foi salientada a influ√™ncia da cota√ß√£o do dólar e do pre√ßo do petróleo no pre√ßo do cimento, além de sugerida uma possível interven√ß√£o no setor oleiro (que produz o tijolo), também foram destacados.


#joelsonsilva #precosabusivos #construcaocivil #cmm #economia #desemprego #obras #prefeiturademanaus

Fonte: Assesoria de Imprensa do Palarmentar

Capa 2 Couminca Am horizontal FULL
Banner 02 Pet DB

Coment√°rios

Capa 3 Couminca Am horizontal FULL