AS ESCOLHAS DA ALMA.

Leiam o Artigo deste domingo com o tema: AS ESCOLHAS DA ALMA e entendam os motivos de tantas turbulências.

Por Neder Guedes em 15/03/2020 às 06:27:09

A alma do homem representa seu intelecto que, por sua vez, sofre as consequências de suas escolhas e seus desejos. O corpo físico tem como matéria-prima os elementos da natureza. Assim sendo, ele vai sentir-se satisfeito com as coisas terrenas.

No entanto, a alma precisa se manter em equilíbrio, desde que não peque contra Deus. Na verdade, sua consciência lhe estabelece parâmetros que lhe possibilitem discernir os perigos ou as vantagens, as bênçãos ou as maldições, salvação ou condenação, vitória ou derrota, o bem ou o mal. A Bíblia diz: "A alma que pecar, essa morrerá", Ez 18.4. Contudo, entendemos que a alma decide pela obediência ou desobediência e depende das influências que a cercam. Essa capacidade de decisão é bastante forte e dominante, pois muitos se deixam conduzir pelos aspectos materiais do próprio homem exterior, enquanto a alma trava uma verdadeira batalha no sentido de tomar decisões acertadas. Nossa própria consciência faz-nos lembrar de onde viemos, ou seja, de nossas origens, pois a consciência em nós a respeito de Deus sempre estará presente em nosso ser.

Já fomos criados com esta característica peculiar e, por conta dela, não há ser humano inocente da existência de Deus, o Criador de todas as coisas. Carregamos ainda conosco marcas exclusivas que não podem ser igualadas às dos semelhantes. Como exemplos citam-se a íris, as impressões digitais e outros. Porém, se a alma toma decisões inadequadas, os resultados serão, obviamente, incompatíveis, ou seja, negativos e ruins. Mas se ela tomar decisões conforme as orientações divinas que, por sua vez, preconizam firmes alianças com o Deus supremo, ela vai desfrutar do maior tesouro que foi preparado todos nós. A alma do homem, portanto, possui capacidade para tomar decisões e cabe a ela discernir entre o bem e o mal, saber escolher a voz do Deus invisível e real, ou a voz dos demônios que são também invisíveis e reais.

O homem é o centro das atenções e, por um lado, Deus fala através de Sua Palavra exercendo Seu amor incondicional a favor dele. No entanto, por outro, o inimigo oferece vantagens superficiais, alegóricas e fantasiosas, atendendo ao pragmatismo imediatista. Saiba, entretanto, que nem tudo que é ruim é do diabo e nem tudo que é bom é de Deus. O discernimento de espíritos é necessário. Contudo, a alma deve fazer bem suas escolhas, pois se ela se equivocar, certamente sofrerá as consequências. A vigilância consiste em fechar as portas da ALMA para as estratégias do mal, as quais envolvem glutonaria, embriaguez, devassidão, libertinagem, orgia e outros desejos mundanos e carnais.

Com sua carraspana, a alma se torna doente e nesse estágio pode ser considerada morta, mesmo que não seja a morte definitiva. Compreende-se, aliás, como morte espiritual quando a pessoa está afastada de Deus, e se não ouvir a voz do Espírito Santo sofrerá, consequentemente, o triste processo da morte eterna. A Bíblia diz em Pv 23.7: "Porque, como imaginou no seu coração (alma) assim é ele". Devemos, porém, promover a reflexão a respeito dos pensamentos que colecionamos sobre nós mesmos.

Aliás, aquilo que pensamos de nós mesmos influencia nossas vontades, sonhos, perspectivas, expectativas, ações e resultados. Cuidado! Devemos, portanto, agir e reagir como Cristo em todos os desafios. Normalmente, planejamos agir e às vezes até consiguimos, mas na hora da reação falhamos. Precisamos exercer nossas reações como Cristo que pensou, falou e fez tudo conforme a orientação do Pai celestial, reagir como Ele consiste em não ceder aos estímulos da alma e do corpo. Às vezes, queremos imitar as reações de Cristo, mas nem sempre reagimos como Ele, porque Ele era (e ainda é) fidelizado ao Pai com todo o compromisso e responsabilidade.

A vida sempre irá nos oferecer mais de um caminho para seguir, e nós temos o poder de dizer sim ou não para tais coisas. Só que nos esquecemos disso, pois às vezes, deixamos a correnteza das ilusões nos levar e aí, lá na frente, sofreremos as consequências de nossas escolhas erradas.



Bahamas outdoor 2
Bahamas outdoor 3
Linameg 2